No dia 9 de novembro, entrará em vigor a AIC-N 27, com isso a curiosidade sobre as possíveis alterações de corredores visuais na Terminal São Paulo já começa a crescer na pilotosfera.

Embora o assunto de alterações do espaço aéreo seja sempre um pouco tenso para qualquer piloto acostumado com uma região específica, as mudanças do ponto de vista de waypoints e corredores são poucas tanto para aviões como helicópteros.

Este artigo foi elaborado a partir do estudo da publicação e de questões esclarecidas pelo pessoal do SRPV-SP, muito prestativos em responder a algumas de minhas perguntas.

Para os fãs de “resumos na net”, aí vai:

Atenção! Verifique SEMPRE as publicações aeronáuticas oficiais para planejamento do seu voo e leia a AIC-N 27/2017 na íntegra.

Alterações no Espaço Aéreo (TMA, CTR’s, ATZ’s, FIZ’s, etc.)

  • A ATZ-BP (Bragança Paulista) passa a chamar FIZ-BP, seguindo a tipificação da ICA 100-37 (publicada depois das últimas alterações de corredores);
  • Será criada a ATZ-TB (Atibaia) mantendo a FCA (126.25) existente e protegendo a área do circuito do aeródromo de construções verticais;
  • Será instalado um Espaço Aéreo Condicionado (EAC) no setor leste de Atibaia (SBR-487) visando a organização dos voos de parapentes operando na região;
  • A CTR-GW (Guaratinguetá) será totalmente alterada para dar conta dos procedimentos RNAV existentes, o que mudará seu limite lateral com a CTR-TA (Taubaté), mas isso será mais bem compreendido com as novas cartas;
  • Será instalado um espaço aéreo condicionado proibido ao sul da ATZ-JD (Jundiaí) para proteger o CDP (Centro de Detenção Provisória) ali existente.

Alterações nas “Rotas Especiais de Aeronaves em Voo Visual (REA)”

  • No corredor FOXTROT (litoral), a posição até agora chamada CARUARA foi renomeada para CANAL BERTIOGA;
  • No corredor MIKE, a posição REPRESA ATIBAINHA deixará de existir (essa posição também constaria no corredor BRAVO entre ATIBAIA e IGARATÁ);
  • Com um novo desenho, o corredor MIKE (imagem abaixo) terá novas posições, modificando o perfil lateral desta rota, adicionando os pontos TRAVÉS NORTE IGARATÁ e TRAVÉS NORTE SÃO JOSÉ entre ATIBAIA e CAÇAPAVA (ambos já existentes).

Destaque para o novo perfil da REA MIKE segundo dados da AIC-N 27.

Alterações nas “Rotas Especiais de Helicópteros (REH)”

  • Na “REH Estado”, a posição MOINHO SÃO JORGE será substituída pela posição ESTAÇÃO SALADINO (conversei com alguns amigos da rotativa, pelo que me disseram o desvio é mínimo e coerente. Tem uma opinião diferente? Comente.)
  • Na “REH Fernão”, a posição RODOVIÁRIA será renomeada para POLÍCIA RODOVIÁRIA.

Áreas de Instrução

Com a mudança do corredor MIKE, da criação da ATZ-TB e a adição da SBR-487, a área “Instrução 1” (SBR-458) deverá ser ajustada em seu perfil lateral, o que também só poderá ser visualizado com a publicação das cartas novas.

Cartas

Segundo informações do SRPV-SP  as cartas dos corredores visuais devem ser publicadas dentro dos próximos 30 dias e seus formatos devem contemplar diversas sugestões da comunidade de pilotos feitas nos últimos 18 meses sobre a circulação VFR na TMA SP.

Lembre-se Sempre

Para voar VFR na terminal São Paulo você continuará precisando:

  • Ter um transpônder modo A/C ou S (se não tiver, ficará restrito a voar no circuito visual dos aeródromos não controlados);
  • De rádio homologado para comunicação bilateral;
  • Manter faróis de pouso acesos durante todo o voo nas REA/REH;
  • Manter o voo à direita do eixo central dos corredores;
  • Toda a consulta de informações aeronáuticas comum a qualquer voo.

Vamos falar mais de comunicação, navegação, vigilância e espaço aéreo?

Nessa quinta-feira inicio uma nova coluna no blog. A ideia é incentivar discussões e leituras nos assuntos de regras do ar, plano de voo (e Sigma), controle de tráfego e muito mais. Você tem ideias de questões que possamos abordar? Envie nos comentários.

Bons voos!