[Artigos originalmente publicados no blog ParaSerPiloto:

  • Como era a EVAER (escola de pilotos da VARIG): 06/06/2013; e
  • “A formação do piloto de linha aérea: caso Varig”: 14/11/2012.]

Como era a EVAER (escola de pilotos da VARIG)

O vídeo acima é uma peça de propaganda da VARIG, mostrando como era a extinta EVAER, que formava os pilotos da companhia (para mais detalhes sobre a escola e sua sucessora, a Faculdade de Aviação Civil da PUC-RS, veja o texto a seguir). Trata-se, na minha opinião, de um dos vídeos mais tristes que este blog já mostrou até hoje – pois nada é mais melancólico do que constatar que alguma coisa já foi boa, mas não existe mais -, embora seja um filme belíssimo. Se você tiver tendências depressivas, recomendo que não o veja…

“A formação do piloto de linha aérea: caso Varig”

Formação de piloto de linha aérea - caso Varig

No link acima, é possível baixar a tese de doutorado do Prof. Dr. Elones Fernando Ribeiro, diretor da FACA-Faculdade de Ciências Aeronáuticas da PUC-RS, que é muito mais do que sugere seu título. A tese, ricamente ilustrada, traz a história da formação aeronáutica brasileira (e da própria aviação do Brasil), da Varig, da FACA, e de muitos outros fatos e curiosidades da aviação de nosso país, sem contar com as informações atuais sobre o curso de Ciências Aeronáuticas da PUC-RS, e as modernas técnicas de treinamento atualmente utilizadas na aviação comercial, inclusive por companhias aéreas como a TAM [atual Latam]. Ou seja: há muito mais do que a formação de pilotos de linha aérea como era na Varig – embora, é claro, isto também esteja presente na tese.

Além disso, o texto está muito mais para um livro do que para uma tese. A leitura é fluida como se fosse uma publicação editada comercialmente, não é um texto acadêmico com aquele vocabulário hermético típico da Academia. Isso faz com que qualquer pessoa com interesse sobre o assunto possa entendê-lo na íntegra, não há nenhum “pano preto” acadêmico ou aeronáutico.

Amanhã começa um mega-feriado de seis dias, pelo menos em São Paulo (aqui, emenda-se o feriado da Proclamação da República com o Dia da Consciência Negra) – e mesmo onde só haja o feriado de 15/nov, são quatro dias de folga. E como a meteorologia não está das melhores para voar, eis aí uma boa opção de diversão para quem realmente gosta de aviação, e vai além de “curtir” os vídeos de voos no Facebook, e das brincadeiras no Flight Simulator.

Comentários da época

Como era a EVAER (escola de pilotos da VARIG)

  1. A. Lins
     5 anos ago

    Valeu pela dica de leitura,Raul, está sendo bastante útil para meu aprendizado a respeito da aviação civil.

    P.S.: Sr./Sra. Chumbrega, não querendo ser “boring”, mas já sendo, dado que também sou “proofreader”, não seria mais elegante fazer essas correções “inbox” para o autor? Não é uma advertência, apenas uma sugestão.

    Abraço a todos.

  2. Chumbrega
     5 anos ago

    I don’t wanna be “picky”, but:
    1) fly by WARE (p. 132)
    2) south AFRICA airways (p. 142)
    3) “A aviação comercial passou a desenvolver tecnologias que tornaram o avião cada vez mais automatizado, reduzindo gradativamente a importância do piloto na operação da aeronave. ” (p.149)
    Dentre outros, numa tese de doutorado…

    • betoarcaro
       5 anos ago

      É, realmente….
      Puxa! Você já teve tempo de ler tudo?
      Be “Picky” as you wish!! At ease…

  3. betoarcaro
     5 anos ago

    Já salvei aqui nos meus “IBooks”!!
    Tenho muitos amigos aposentados da Varig, bem “Velhinhos” (Historia viva!) que me contam como era a formação aeronautica na “Escolinha” da Varig (depois EVAER) nos anos 60/70/80.
    Realmente formavam aviadores!! QI’s ou “Nepotismos” á parte, a Escola da Varig foi a coisa mais próxima da “Perfeição” que já existiu nesse País, em termos de formação aeronáutica.
    Nem sei se tem muito á ver com a tese do Prof. Elones (obviamente ainda não li), mas comento “Só pra constar”.

    Abraços

    Beto

    • Raul Marinho
       5 anos ago

      Vc vai gostar muito de ler o “livro”, especialmente qdo ele trata da EVAER dos anos 80/90, com hotel 5 estrelas pago pela Varig, mais ajuda de custo… Mas vc vai ver tbem que essa mamata foi uma exceção na história da formação de pilotos da Varig.

“A formação do piloto de linha aérea: caso Varig”

  1. francenilso
     2 anos ago

    entao, a varig foi o brasil e macro escala, corrupcao do maldito colegio deliberante e fundacao rubem berta, a apvar (associaçao de pilotos),a arrogancia dos cariocas sem noçao. era evidente sua falencia em curto prazo.

  2. Julio Petruchio
     5 anos ago

    Pois é! Quem voou, voou…

  3. Luciano Cavalcante
     5 anos ago

    Acho que eu nasci no ano errado…
    Sortudos foram esses aí que tiveram a oportunidade de viver isso tudo bem de perto e escrever seus nomes na história e ainda terem feito suas carreiras nos céus Brasil a fora com a vasta experiência adquirida na EVAER… Mas como dizem por aí: “Sou brasileiro e não desisto nunca…kkkk” e espero que “alguém” acorde neste Brasil e faça algo acontecer da mesma forma que a Varig fez pelos nossos futuros pilotos… No mínimo façam alguma coisa similar, que tenha qualidade e possua “fundamento” na lógica para poder a coisa acontecer, né? Não vamos fazer o cara se endividar até o pescoço antes sem nem saber como ele vai conseguir pagar depois de formado: nem certeza de emprego ele vai ter mesmo se destacando! Imagina pagar o “prego” e ainda sobreviver… Rezo todos os dias para que “alguém” consiga (pelo menos enquanto ainda estou vivo..kkk) proporcionar oportunidade àqueles que talvez possam reescrever a formação aeronáutica nesse país por se destacar no meio aeronáutico de uma forma nunca vista antes (“olha… aquele piloto ali que fez esse pouso suave hoje fez parte daquele programa de formação de pilotos da escola…/do governo…/não importa a origem do proporcionador..” – mas sim sua essência e qualidade), tornando-se mais um modelo de sucesso…. Será que estou pedindo muito ???
    Parabéns a quem fez parte da história da EVAER e realizou o sonho de muitos aviadores.
    Muito bom Raul!

    Abraço a todos,