[Artigos originalmente publicados no blog ParaSerPiloto:

  • “QI & Relacionamentos”: Dicas práticas em 26/12/2011;
  • Trilogia sobre “QI & relacionamentos” em 21/12/2011; e
  • Meus artigos no Canal Piloto em 01/12/2011.]

“QI & Relacionamentos”: Dicas práticas

Recentemente, eu escrevi uma série de três artigos no Canal Piloto, sobre o tema “QI & Relacionamentos”. Por coincidência, a empresa Catho RH acabou de publicar um mini-guia prático sobre o mesmo assunto, em sua última newsletter: "Networking: cinco dicas para desenvolvê-lo". O foco da Catho é o mercado executivo/administrativo, mas as recomendações também valem para a aviação:

Networking: cinco dicas para desenvolvê-lo | Portal Carreira & Sucesso

O chamado networking continua sendo uma das principais ferramentas para alavancar a carreira profissional. Criar, desenvolver e explorar a rede de contatos e relacionamentos empresarial auxilia bastante na busca de uma nova posição no mercado de trabalho, além de ser uma fonte rica de informações e sugestões sobre a área de atuação do profissional.

Para se ter uma ideia, segundo pesquisa realizada pela Catho Online – Pesquisa dos Executivos 2011– o networking é a maior fonte para conquistar um emprego. Dos 46.067 profissionais respondentes, 59,4% afirmam que a indicação de amigos foi a maneira para estarem em seus empregos atuais.

Conheça algumas dicas para desenvolver um networking eficaz e aumentar as chances de ser indicado para uma oportunidade de emprego:

1.Fontes:

Procurar ex-empregadores, ex-colegas de trabalho, ex-formandos de turma, clientes, fornecedores, concorrentes, membros de associações de classe, amigos e parentes é o caminho para formar a rede de relacionamentos.

2.Referências:

Pedir um feedback aos seus contatos mais próximos sobre a qualidade de seu currículo e sobre o modo como o está divulgando ajuda a identificar possíveis falhas e tornar a abordagem ainda mais assertiva.

3.Ampliação:

Para cada pessoa que contatar, peça o nome de alguém que possa oferecer sugestões de como encontrar um novo emprego. É indicado dizer que possui interesse em marcar uma reunião para conversar melhor e ouvir suas sugestões.

4.E-mail:

Ao abordar seus contatos por e-mail, tenha atenção especial na elaboração do texto. Procure enviar e-mails individuais e seja direto, destacando seu interesse em retornar ao mercado de trabalho ou conseguir uma nova colocação.

5.Abordagem:

É importante não exagerar na agressividade e “sair pedindo” um emprego, mas sim um conselho, deixando claro sua disponibilidade para novas oportunidades. Dessa forma, as pessoas se esforçarão para ajudar.

Um networking bem feito sempre traz bons resultados, independente do cargo ou área desejados. Manter uma imagem positiva perante ex-colegas de trabalho, de faculdade e até mesmo amigos e parentes pode fazer com que indicações de oportunidades apareçam de onde menos se espera.

Trilogia sobre “QI & relacionamentos”

Eu acabei de completar uma sequência de três artigos sobre o tema “QI & Relacionamentos” (“QI” entendido aqui como “Quem Indica”, ou seja: as indicações que ocorrem no mercado de trabalho aeronáutico, fundamentais para que um piloto encontre um bom emprego), no blog Canal Piloto. Trata-se, na verdade, de uma releitura de dois posts publicados aqui originalmente (“QI na aviação – Partes I e II“), acrescido de algumas informações extras. Acho que vale a pena a leitura:

QI & Relacionamentos – Parte I

QI & Relacionamentos – Parte II

QI & Relacionamentos – Parte III

Estes três artigos completam um total de 12 textos publicados no Canal Piloto. Quem quiser conhecer os outros 9, basta acessar este post aqui.

Meus artigos no Canal Piloto

Desde o início de outubro, eu venho escrevendo um artigo semanal para o blog Canal Piloto, sempre sobre algum aspecto diferente da formação aeronáutica. Os meus artigos de lá sempre são referenciados aos posts daqui, mas também há bastante coisa nova, já que agregam muita informação adquirida após a publicação dos posts originais aqui. Por isso, vou publicar abaixo uma relação dos artigos já publicados no Canal Piloto, para ajudar os leitores daqui a encontrar mais informação sobre os itens buscados neste blog:

Artigo #1: Coaching de Formação Aeronáutica

É o artigo em que eu me apresento e mostro o que pretendo oferecer na coluna. Interessante para quem quer saber o que significa, exatamente, “coaching de formação aeronáutica”, que é o propósito deste blog, a propósito.

Artigo #2: Faculdade

Neste artigo, eu discuto a necessidade/vantagem de um piloto fazer faculdade de Ciências Aeronáuticas e similares, ou uma faculdade não especifica de aviação. É o único artigo publicado no Canal Piloto sem paralelo aqui no Para Ser Piloto, então recomendo a todo mundo que esteja interessado no assunto a lê-lo.

Artigo #3: (Falta de) Dinheiro

Aqui no blog, este assunto é recorrente nas respostas aos leitores, principalmente na página Comentários dos posts antigos – a mais popular daqui, diga-se. Só que, neste artigo do Canal Piloto, todas as recomendações que eu faço de maneira esparsa e desorganizada aqui neste blog estão estruturadas em um único texto, facilitando a compreensão do assunto para o leitor. Trata-se de um artigo especialmente útil para quem não tem condições de viabilizar sua instrução aeronáutica nos moldes tradicionais requeridos pelos aeroclubes/escolas.

Artigo #4: Respondendo aos Leitores 

Este é um “artigo de arrumação”, para responder às principais dúvidas dos leitores de lá. Vale a pena dar uma olhada se a sua dúvida não é igual à deles.

Artigo #5: “Penduricalhos de Currículo”: ICAO-test, PLA-teórico, e Jet Trainer 

Todos os temas abordados neste artigo estão presentes em posts do Para Ser Piloto; a diferença é que, no artigo, eles estão mais atualizados e abordados conjuntamente. Então, acho que vale a pena dar uma lida nele se sua intenção for a de obter conhecimentos sobre os “penduricalhos”.

Artigo #6: Simulador IFR 

Este é outro artigo que possui paralelo no Para Ser Piloto, mas que foi atualizado e complementado. Muito recomendável para quem está iniciando o curso prático de PC, ou está prestes a iniciar o treinamento IFR.

Artigo #7: O caso do Marcelo 

Este é o melhor artigo para quem está considerando a idéia de iniciar a formação aeronáutica, mas não sabe bem se é isso mesmo o que quer. Trata-se de um texto sem equivalente único no Para Ser Piloto.

Artigo #8: Folclore de Aeroclube 

Neste artigo, eu mostro por que as idéias mirabolantes para encurtar o caminho da instrução aeronáutica geralmente não funcionam. Também é um artigo sem equivalente único aqui no blog.

Artigo #9: Aviação de Rosca 

Este é um artigo baseado num dos posts mais populares deste blog, o “Avião X Helicóptero”, mas está atualizado e complementado. Muito recomendável para quem pretendo iniciar uma carreira na asa rotativa.

Comentários da época

“QI & Relacionamentos”: Dicas práticas

Arthur

6 anos ago

Muito legal Raul!
Texto simples e bem objetivo. Com boas sugestões de abordagem!

Mais uma vez obrigado!

Abs