Contando somente os pilotos com o CMA e pelo menos uma habilitação válidos, e excluindo as duplicidades entre as liecenças (ou seja: um PLA que também possui as licenças de PC e de PP só será contado uma vez, em sua maior licença), os pilotos em atividade no Brasil em julho/2018 são (fonte: ANAC):

Pilotos de avião:

  • PPA: 8.979
  • PCA: 11.358
  • PLAA: 6.827
    • Total: 27.164

Pilotos de helicóptero:

  • PPH: 1.382
  • PCH: 2.581
  • PLAH: 1.157
    • Total: 5.120

Total geral de pilotos: 32.284*

O que significam estes números? Por si só, não muita coisa. Quantos destes PPs estão em processo de formação profissional (pretendem obter licença de PC), e quantos são PPs que só querem voar por hobby? Quantos destes PLA estão, na verdade, voando profissionalmente fora do país? Quantos destes PCs estão atuando na linha aérea, em táxis aéreos, na aviação geral, na aviação agrícola, dando instrução, etc? Qual a idade média deles? Quantos têm formação superior? Quais as habilitações vinculadas a estas licenças? São muitas perguntas a serem respondidas para que se possa fazer alguma inferência realmente últil. Mas é um começo…

*Obs.: Não estão incluídos aqui os pilotos detentores de licenças de categorias distintas de avião e helicóptero (pilotos de planador, balão livre e dirigível) ou de certificados de aeronaves leves (CPR/CPR/CPA), pilotos de trike, asa delta, etc.